terça-feira, 30 de março de 2010

MUSEU FOTOGRÁFICO (ao lado)

Leitores, amigos…

Faz tempo que gostaria de organizar meu arsenal de fotos sobre triathlon, finalmente iniciei o trabalho e criei em meu blog o “Museu Fotográfico do Triathlon”, sei que existem pessoas ainda na ativa mais antiga do que eu, atletas como Luiz Iran, Gastão... que devem ter muitas fotos para serem mostradas também. O intuito é não deixar perder imagens principalmente de pessoas e situações que foram importantes para a evolução desse esporte.
No momento em que digitalizava cada foto recordava dos momentos e das pessoas, alguns talentos que desapareceram, nomes que não podem ser esquecidos como Gianmarco, Daniel Vieira o “Caladinho”, momentos como aquela tradicional ½ Maratona no dia 1 de maio em que os poucos atletas de Ironman armavam um simulado de meio Ironman onde parávamos de pedalar minutos antes da largada, se não me falha a memória iniciava às 15hs, infelizmente tem gente que não está mais entre nós como o Luiz André “escudeiro/amigo” de tantos treinos do Fernando Alves e tradutor no Ironman da Austrália, Nova Zelândia e Ultraman do Havaí... algumas carinhas que aparecem nas fotos e que já a tempos não competem tenho a sensação que estão esperando o momento certo do retorno e arrisco aqui, José Manoel, Eduardo Schultz ( primeiro paranaense homem a ganhar a vaga para o Havaí), Fernando Alves e seria muito bom ver Eduardo Alonso novamente o maior nome em Longa Distância que tínhamos na época.
Algumas fotos aparecem caras como Ken Glah, Fernanda Keller, Cowman, Scott Tinley, Manoel Mendes e as cobiçadas bicicletas SOFTRIDE.

Espero que gostem das fotos que só clicar ao lado.

Até.

quarta-feira, 24 de março de 2010

ELEVAÇÃO EM V

Olá, tem um mal que atinge principalmente nadadores, jogadores de voleibol, tenistas são as repetidas lesões de ombro. Tenho utilizado para fortalecimento com os atletas uma variação de elevação de ombro, confesso que tem dado bons resultados. A maioria das pessoas utiliza o levantamento frontal e lateral, algumas vezes o lateral se torna bastante desconfortável então essa variação é bastante interessante como complemento, o vídeo abaixo demonstrado pela Professora Beatriz Chagury ensina a correta execução do movimento.
video

TRABALHO


Olá, tenho recebido alguns e-mails de amigos perguntando seu eu tenho uma Assessoria Esportiva?

Então para esclarecimento geral o Assessoramento Esportivo não deixa de ser um dos serviços que presto, mas não dentro dos moldes das Assessorias de Treinamento em Corrida, Triathlon como as existentes em todo Brasil, prefiro trabalhar em conjunto com elas.

Há tempos venho me dedicando a trabalhar de forma parceira com clubes, academias, atletas, empresários e instituições sem fins lucrativos, meu objetivo principal é trabalhar com o “complemento”, ou seja, a parte não específica do treinamento do atleta, todos os atletas precisam de avaliações, correções de alguma deficiência técnica ou física e é aí que eu entro, colocando os atletas em condição de jogo pós lesão, hipertrofia para atletas magros, perda de gordura, velocidade... Nesses moldes atualmente tenho sob meus cuidados a equipe de natação da Academia Gustavo Borges Curitiba, atletas de 12 a 20 anos, treinada pelo Téc. Ederley, também dois atletas treinando para o Ironman de Florianópolis, o atleta de elite Guilherme Manochio da “Manochio Triathlon Team” e Fernando Brychta.

Outros serviços são consultorias em compras de equipamentos desportivos, Personal Training e cursos de atualizações ou especializações.

Até.

sexta-feira, 19 de março de 2010

MOMENTO BONITO TEM QUE SER MOSTRADO

Momento bonito deve ser mostrado independente da cor da camisa, que vibração da equipe, reparem o som da explosão da torcida é de arrepiar...

sexta-feira, 12 de março de 2010

Decidindo no Sprint


No ultimo domingo assistindo os atletas da categoria Elite no Triathlon de Caiobá, pudemos observar diversos “sprints” até cruzar a linha de chegada, afinal é uma competição em que bastante coisa está em jogo já que os primeiros dez atletas têm direito ao pódio e os cinco primeiros com premiação em dinheiro.

Bom, aproveitando a inspiração dos grandes atletas segue dicas de como tirar vantagem dessa situação partindo do lado biomecânico e também fisiológico:
A velocidade da corrida pode ser aumentada de 3 maneiras:
1) Aumentando o número de passos por minuto;
2) Aumentando a distância entre os passos;
3) Aumentando tanto o comprimento quanto as passadas;
De acordo com estudos, ao duplicar a velocidade da corrida de 10 para 20 km/h, o comprimento da passada aumenta 85%, enquanto a freqüência da passada aumenta apenas 9%. Aumento de velocidades acima de 23km/h era obtido principalmente graças ao aumento na freqüência das passadas. Exceto para velocidades muito rápidas, a velocidade da corrida é aumentada principalmente pelo alongamento da passada. Isso não ocorre com o pedestrianista (velocista de marcha), quando o alongamento da passada passa a constituir um meio ineficaz de aumento da velocidade na marcha competitiva, pois a marcha competitiva requer que o pé que está atrás permaneça sobre o chão, até que o pé da frente faça contato, exigindo uma maior participação da musculatura do tronco e dos braços. Esse fator explica o porquê é mais econômico correr do que andar.
Para correr a uma velocidade constante, parece haver uma combinação ótima de comprimento e freqüência das passadas, que depende da mecânica da pessoa ou do "estilo" da corrida. Devido a essa falta de exatidão é melhor optar por uma passada exagerada que por passadas menores. Para o corredor profissional é importante deixar que ele corra com o comprimento da passada que eles escolheram através de anos de prática, produzindo um desempenho mais econômico na corrida. Por isso não existe um estilo melhor que seja característico dos corredores de elite! Apesar de a análise biomecânica ajudar a corrigir certas irregularidades nos padrões de corrida.

Aceleração do Sprint: A técnica de partida e força de explosão acentua o nível do grau de aceleração. Para treiná-la, são oferecidos como conteúdo: todas as formas de exercícios de partida, saltos breves (pés juntos, em uma perna, simples, triplos - todos têm uma relação estreita com um bom comprimento da passada), saltos longos (saltos com impulso de 30, 60, 100 m e mais). A aplicação simultânea de saltos breves e longos apresenta um aumento quase igual da aceleração para a partida, da velocidade máxima de corrida e de resistência de velocidade. Produzindo um maior progresso em corridas de 100 m.

Até.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Notícias



O meio atacante Manoel Nhanga Zundo, mais conhecido por PAZ, retornou a Seleção do seu país, Paz foi convocado para reintegrar os Palancas Negras como é conhecida a seleção Angolana “vamos jogar uma eliminatória para o campeonato Africano de jogadores residentes”, comentou Paz.

Paz é jogador do Santos da Angola e em 2009 passou três meses em Curitiba sob os cuidados do preparador físico Rafael Somma com o intuito de voltar a condições de jogo e o aumento da massa muscular, todo o trabalho ainda teve a supervisão do PhD. Antônio Carlos Gomes.

Boa sorte amigo!

terça-feira, 2 de março de 2010

QUIZ SOBRE TRIATHLON


O professor de Educação Física Rafael Somma, natural de Curitiba e triatleta amador foi um dos vencedores do “QUIZ” sobre triathlon, realizado pelo blog do também triatleta Ciro Violin, o qual é um dos melhores atletas do Brasil em distância IRONMAN, sendo o primeiro brasileiro amador no mundial de Ironman 2009 no Havaí.
A competição foi online e aberta a quem quisesse participar, recebendo o apoio da empresa New Balance , a qual Ciro é patrocinado. Disputa foi suada!!! Diariamente participantes foram eliminados, até sobrarem apenas dois, foram realizada mais de cinqüenta perguntas.
Depois de várias tentativas de desempate a organização considerou os dois vencedores, premiando com tênis zero quilômetro!